A Casa de Pasto

Afirmação de uma agricultura de proximidade, de baixo carbono, de km zero.

É esta a característica principal dos nossos três restaurantes, que visa dinamizar seja a nossa produção do agro-turismo do Rio do Prado, seja outras explorações agrícolas locais com uma ideia de responsabilidade, de frescura e de qualidade com o que comemos.

As batatas da várzea da Amoreira e Olho Marinho, os legumes do Arelho, as frutas da Usseira, as cebolas do Sobral são a nossa desculpa para mergulhar nos anos 50 olhando para as partes menos nobres das carnes e para os produtos tradicionais e ensaiarmos uma cozinha criativa a homenagear a tradição.

As Casas de Pasto

na década de 50, ganharam grande popularidade nos lugares urbanos ao basearem as suas ementas e cartas na cozinha tradicional caseira. Ao afastarem-se da chamada restauração fina, estes estabelecimentos apresentavam pratos típicos comandados pela estação do ano, exigindo um maior esforço de criatividade nas confecções.

Menu

Um prato não traz consigo apenas aromas, texturas e sabores. A história também pode ser contada a partir daquilo que os homens cozinham e comem.


Consultar Menu

Cozinha Autêntica "No Tacho"

Os livros de cozinha popular de antigamente, as comidas de tacho e as novas cozinhas onde as novas gerações se impõem com orgulho e vaidade são a garantia de uma gastronomia próxima e autêntica onde o “cozinhar ao vivo” no jardim tem um sabor especial tal como o desenhar menus para um grupo de amigos, uma empresa ou uma família numa das salas cuja iluminação provêm dos livros, numa alegoria à “luz” e ao “conhecimento” da Óbidos Vila Literária.